quarta-feira, 12 de agosto de 2020

Pandemia: Quando teremos uma vacina eficaz contra a Covid-19?

Dr. Gustavo Cabral responde à perguntas acerca das pesquisas em vacinas contra a Covid-19.


Desde o início da pandemia da Covid-19, a busca por uma vacina contra a doença é prioridade em diversos laboratórios em todo o mundo. Já foram anunciadas pelo menos seis projetos em fase final de testes em seres humanos, inclusive duas que estão sendo aplicados no Brasil: a da farmacêutica chinesa Sinovac e a parceria entre a Universidade de Oxford e a AstraZeneca.

A pergunta que tem sido feita constantemente é quando estas vacinas estarão disponíveis para a população geral. Segundo Gustavo Cabral, imunologista formado em Oxford, Reino Unido, e Berna, na Suíça, é difícil prever.

Em entrevista à repórter Karla Chaves, ele destacou a necessidade de os voluntários para testes em seres humanos serem acompanhados por algum tempo, para que seja possível observar se há efeitos colaterais ou são necessárias mais doses para uma imunização eficiente contra o vírus. Esse tempo seria de pelo menos um ano.

“Não existe, nem nunca existiu uma vacina antes produzida tão rapidamente. Então a gente podemos pressupor que uma vacina, feita em um ano, vai gerar uma proteção a tão longo prazo”, explicou Cabral. O pesquisador ainda diz que “é um erro enorme garantir que daqui a seis meses, um ano, três meses existirá uma vacina para imunização das pessoas”.

Ele relembrou ainda que o diretor da OMS, Tedros Adhanom, afirmou que pode não haver uma ‘bala de prata’ contra a Covid-19. “Ele foi muito criticado ao falar que pode ser que tenhamos uma vacina daqui a seis meses, um ano, ou pode ser que não tenhamos. Ele está certo.”

Vacina pode não ser a solução

Gustavo Cabral destacou também que, apesar de existirem muitos projetos em curso para uma potencial vacina contra o novo coronavírus, pode ser que nenhum seja efetivo. 

“Sempre vai haver essa possibilidade. Por exemplo, o HIV. Nós temos uma vacina? Não temos. Nós temos vacina para o zika vírus que nós tivemos problemas em 2014, 2015 e temos até hoje? Não temos”, disse o cientista. Apesar disso, Cabral tem uma visão positiva para o futuro: “Com um olhar científico, eu vou dizer que nós vamos ter essa vacina, mas nós não podemos garantir 100%”.

Fonte: Agora RN

Cosern retoma vale luz e oferece desconto na conta em troca de materiais recicláveis

Como novidade, a possibilidade de pagamento de faturas nas tendas
do Vale Luz utilizando somente cartão e a troca de uma
lâmpada ineficiente por LED

 


A Cosern retomou na última quinta-feira (06) o Projeto Vale Luz, uma iniciativa do Programa de Eficiência Energética da concessionária, regulado pela Aneel, que beneficia os clientes com descontos na conta de luz em troca de materiais recicláveis.

Suspenso em março, devido à pandemia de coronavírus, o projeto voltou alinhado à reabertura gradual das atividades econômica no estado, cumprindo protocolos de segurança e prevenção à covid-19 (confira cronograma abaixo).

Como novidade, a possibilidade de pagamento de faturas nas tendas do Vale Luz utilizando somente cartão e a troca de uma lâmpada ineficiente por LED.

“Para a retomada, adotamos medidas rigorosas de prevenção à covid-19, em conformidade com o estabelecido pelos órgãos públicos competentes. O projeto é ainda mais importante neste momento, por servir de apoio à geração de renda pela cooperativa de catadores, parceira desse projeto. Além disso, beneficia os clientes com redução do valor da conta, gera economia de energia com a troca da lâmpada e fomenta ações de sustentabilidade, afirma a gerente de Eficiência Energética da Neoenergia, Ana Mascarenhas.

O projeto já fez a destinação correta de mais de 4,5 mil toneladas de resíduos e ofereceu R$ 1 milhão em descontos nas faturas de energia elétrica de 19,7 mil consumidores no Rio Grande do Norte, Pernambuco e Bahia, estados do Nordeste de atuação da Neoenergia. Apenas no primeiro trimestre de 2020, foram recolhidas 226 toneladas de materiais recicláveis e concedidos R$ 56,6 mil em descontos.

Desde que foi lançado no Rio Grande do Norte, em 2013, o Vale Luz Cosern já recolheu 689 toneladas de resíduos sólidos recicláveis e concedeu R$ 198.369,72 de descontos na conta de 5.756 famílias potiguares. No primeiro trimestre de 2020, mais de 46 toneladas de materiais foram entregues nos pontos de coleta e Natal e Parnamirim, ganhando um destino sustentável e ajudando a reduzir os danos ao meio ambiente.

Tipos de resíduos que podem ser enviados
São aceitos materiais como papelão, papel de escritório, jornais, garrafas PET, sacos plásticos, embalagens de produtos de limpeza, baldes, mesas plásticas, latas de refrigerantes e outros produtos alimentícios. Pode ser entregue também óleo de cozinha, que deverá estar filtrado e dentro de uma garrafa PET transparente. Além disso, o projeto recebe resíduo eletrônico, incluindo televisão, celular, teclado, entre outros. As informações sobre todos os postos de atendimento e acompanhamento dos créditos podem ser acessadas no aplicativo Vale Luz, disponível para os sistemas operacionais Android e iOS.

O projeto tem três modalidades, atendendo clientes residenciais, condomínios e empresas. Os consumidores podem separar os materiais e entregá-los nos postos de atendimento e o crédito será concedido na fatura seguinte. Nas modalidades de condomínios e empresas, o Caminhão Vale Luz é responsável pela coleta. A disponibilização de acesso e estacionamento para o veículo é um pré-requisito para participar, além de não ter uma parceria anterior com cooperativas de catadores. O desconto é aplicado na conta de luz do condomínio e, no caso das empresas, o abatimento no valor beneficia instituições sem fins lucrativos escolhidas por elas.

Cronograma e pontos de coleta do Vale Luz Cosern
Os clientes da Cosern podem entregar os seus resíduos em Natal e Parnamirim em tendas itinerantes que são instaladas em quatro supermercados com funcionamento das 09:00hs às 14:00hs em dias alternados:

Nas terças, quintas e sábados, o atendimento é no Carrefour, localizado na BR-101, no bairro de Candelária.

Nas quartas e sextas, no Rede Mais que fica em Santos Reis, em Parnamirim.

Nas segundas-feiras, a cada duas semanas, o atendimento será nos supermercados Rede Mais em Cidade da Esperança e Nova Descoberta.

Fonte: Agora RN

Fátima discute relicitação do aeroporto Aluízio Alves com ministro da Infraestrutura

Reunião aconteceu por videoconferência

 

A governadora Fátima Bezerra participou, nesta terça-feira (11), de audiência por videoconferência com o Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes, para tratar sobre o processo de relicitação do Aeroporto Internacional de Natal e a duplicação da Reta Tabajara (trecho da BR-304).

Durante a reunião, solicitada pelo Estado, a governadora enfatizou a importância do aeroporto e pediu informações sobre o andamento do processo.

“Cabe a mim como governadora zelar pelos interesses do Rio Grande do Norte. E o aeroporto é um instrumento essencial e imprescindível para o nosso estado, principalmente pela importância do turismo, setor que tanto gera emprego e renda à população potiguar. Estamos tomando providências para o cenário pós-pandemia e temos um plano específico para a retomada do turismo, mas é impossível ter uma retomada da atividade no RN se a gente não contar com um equipamento essencial como o aeroporto. O aeroporto é um instrumento fundamental para o turismo de negócio e lazer para o RN. O senhor garantiu a tranquilidade desse processo de relicitação. Esse processo continua otimista? ”, destacou a chefe do Executivo estadual.

O ministro Tarcísio Gomes explicou que o processo de relicitação está em andamento e os trâmites seguem de forma positiva. “Nós estamos caminhando na direção de um estudo e de um leilão bem sucedidos. Continuo considerando que vai ser um processo de transição tranquilo, com a competição de operadores que já estão presentes no Nordeste brasileiro”, disse. Ele frisou o perfil turístico do aeroporto e as obras federais que estão em andamento para contribuir com o desenvolvimento local. “Vamos fazer intervenções que há muito devíamos como, por exemplo, o viaduto do gancho que hoje está em obra com previsão de concluir a travessia principal em março do ano que vem e ter a obra completa no final de 2021. Período que vai coincidir com o leilão do aeroporto que deverá acontecer no segundo semestre de 2021”, disse o ministro.

Gomes também garantiu que o aeroporto continuará operando de forma completa pela Inframerica até o fim do processo de relicitação e que a ANAC realizará fiscalização para que não haja diminuição nos serviços prestados. Outra informação repassada foi acerca da mudança na operacionalização da Torre de Controle que passará a ser feita pela Força Aérea Brasileira a partir de novembro deste ano.

BR-304

Outro tema abordado durante a audiência foi o andamento das obras de duplicação da BR-304, que compreende o trecho conhecido como Reta Tabajara.

“A duplicação está andando. Já estamos com 40% de avanços físicos. Temos saldos de recurso e hoje já temos execução de pavimento rígido. Estamos trabalhando nas pontes e a previsão é de que façamos a entrega de 6 a 7 km ainda em 2020. A 304 é uma das prioridades no RN e queremos entregar os 24km da Reta Tabajara em 2021”, explicou Tarcísio Gomes.

O secretário estadual de Infraestrutura, Gustavo Coelho, também participou da audiência e questionou sobre o projeto de duplicação da BR-304 até a BR-116 no Ceará, por meio do Programa de Parceria de Investimentos (PPI). “Essa rodovia corta o RN de Leste a Oeste. É o principal meio de transporte para passageiros e para o escoamento da nossa produção. Essa é uma rodovia extremamente importante para o RN, que promoveria uma integração muito grande”, pontuou ao perguntar sobre os estudos de pré-viabilidade, que são de responsabilidade do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Em resposta, o ministro explicou que os estudos devem começar no próximo mês, em setembro, e concluído até o primeiro semestre de 2021 com a possibilidade de leilão em 2022.

Também participaram da audiência o vice-governador, Antenor Roberto; o procurador geral do Estado, Luiz Antônio Marinho; a secretária de Turismo, Ana Maria Costa; o presidente da Emprotur, Bruno Reis, e o procurador estadual, Frederico Martins.

Fonte: Agora RN

segunda-feira, 10 de agosto de 2020

Caixa Econômica credita saque emergencial do FGTS para nascidos em julho

O pagamento será feito por meio da conta poupança
digital da Caixa Econômica Federal

 

Os trabalhadores nascidos em julho começam a receber hoje (10) o crédito do saque emergencial do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) de até R$ 1.045. O pagamento será feito por meio da conta poupança digital da Caixa Econômica Federal.

Apesar de a Medida Provisória 946, que instituiu o saque emergencial, ter perdido a validade na semana passada, a Caixa manteve o calendário de saques, com base no princípio da segurança jurídica. Ao todo, o governo pretende injetar R$ 37,8 bilhões na economia, beneficiando cerca de 60 milhões de pessoas.

Anunciado como instrumento de ajuda aos trabalhadores afetados pela pandemia do novo coronavírus, o saque emergencial permite a retirada de até R$ 1.045, considerando a soma dos saldos de todas as contas no FGTS. O valor abrange tanto as contas ativas quanto as inativas.

Nesta fase, o dinheiro poderá ser movimentado apenas por meio do aplicativo Caixa Tem. A ferramenta permite o pagamento de boletos (água, luz, telefone), compras com cartão de débito virtual em sites e compras com código QR (versão avançada de código de barras) em maquininhas de cartão de lojas parceiras com débito instantâneo do saldo da poupança digital.

Reforma Tributária: Governo Federal e Congresso negociam três propostas

As duas Casas formaram uma comissão mista para buscar
 um consenso, mas os trabalhos ficaram paralisados por conta da pandemia

 

As discussões sobre uma reforma tributária para unificar e simplificar os tributos sobre o consumo ganhou força em 2019 com a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) 45, elaborada pelo CCiF (Centro de Cidadania Fiscal) e apresentada pelo deputado Baleia Rossi (MDB-SP).

Conhecida como a proposta da Câmara, o texto unifica cinco tributos –três federais, um estadual e um municipal– em um IVA (Imposto sobre Valor Agregado), sistema utilizado na maioria dos países desenvolvidos para tributar bens e serviços.

Após ganhar o apoio de governadores, que concordaram em incluir o ICMS na reforma, desde que fossem feitas algumas mudanças no texto original, a tramitação da proposta foi atropelada pela apresentação de um outro texto pelo Senado, a PEC 110, que também previa um IVA, mas com regras diferentes, inspirada nos trabalhos do ex- deputado Luiz Carlos Hauly.

As duas Casas formaram uma comissão mista para buscar um consenso, mas os trabalhos ficaram paralisados por conta da pandemia.

No mês passado, o Ministério da Economia apresentou a sua proposta de um IVA, mas incluindo apenas dois tributos federais (PIS e Cofins), deixando estados e municípios de fora. O projeto vinha sendo prometido desde o ano passado.

O governo ainda pretende mandar outras propostas de reforma tributária, que tratam de Imposto de Renda, tributação da folha de pagamentos e um tributo sobre movimentações financeiras que o ministro Paulo Guedes (Economia) jura não ser uma nova versão da antiga CPMF.

A possibilidade de aprovação de um desses textos ainda é vista com ceticismo por especialistas, principalmente diante da resistência do setor de serviços, que avalia que as mudanças vão reduzir a tributação de bens e encarecer a dos serviços.

UFRN aprova R$ 1.200 de auxílio instrumental destinado a alunos

Inicialmente, valor sugerido para o auxílio era de R$ 600

O reitor da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), José Daniel Diniz Melo, se reuniu com a representação estudantil nesta segunda-feira (10) para analisar os recursos do Plano Nacional de Assistência Estudantil (Pnaes), destinados ao auxílio instrumental. No encontro virtual, os participantes ponderaram as necessidades e o orçamento disponível, chegando ao valor de R$ 1.200.

Levando em consideração que a UFRN possui cerca de 10 mil estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica no Cadastro Único, a universidade estimou, inicialmente, um benefício entre R$ 600 e R$ 850 para atender a todos os alunos. Contudo, menos de 3.500 estudantes solicitaram o Auxílio Instrumental. Dessa forma, considerando ainda outras ações de assistência estudantil, o auxílio instrumental foi ajustado para R$ 1.200, garantindo a compra de melhores equipamentos de tecnologia da informação.

Para o reitor Daniel Diniz, o diálogo e a transparência são princípios seguidos pela UFRN e a instituição tem como missão oferecer a melhor condição possível aos estudantes, visando a inclusão e a excelência acadêmica. O primeiro coordenador-geral do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Marcos Adriano de Oliveira, elogiou a Reitoria pela disponibilidade de diálogo, o que permite a participação dos alunos nas decisões sobre a assistência estudantil.

Conforme ficou decidido conjuntamente, visando não atrasar o pagamento do auxílio, o reitor assumiu a responsabilidade de fazer um provimento sobre a decisão do ajuste do tipo “ad referendum”, ou seja, que será aprovada posteriormente pelo Conselho de Administração (Consad). Logo em seguida, o pró-reitor de Assuntos Estudantis, Edmilson Lopes, fará uma retificação no edital, corrigindo o valor de R$850 para R$ 1.200. 


Fonte: Agora RN

PRF flagra 38 pessoas conduzindo motocicletas sem habilitação no interior do RN

Fiscalização foi durante o último sábado (8)

 A Polícia Rodoviária Federal (PRF) flagrou, no último sábado (8), 38 pessoas conduzindo motocicletas sem possuir carteira de habilitação na BR-226, entre os municípios de Macaíba e Tangará.

Durante mais uma fase da Operação Têmis, policiais rodoviários federais executaram fiscalização voltada para os veículos de duas rodas, com o objetivo de prevenir e reduzir acidentes, como também aumentar a percepção de segurança, no principal acesso a Região Seridó.

A equipe PRF fiscalizou 78 motocicletas e constatou que quase metade delas eram conduzidas por pessoas que não possuíam carteira de habilitação. Tal constatação é preocupante pelo frequente envolvimento de motociclistas em acidentes nas rodovias federais que cortam o Rio Grande do Norte.

As 38 pessoas foram autuadas por dirigir veículo sem possuir a carteira nacional de habilitação, além de outras infrações verificadas. Os veículos foram retidos até o comparecimento de pessoas devidamente habilitadas.

A Polícia Rodoviária Federal continuará atuando para promover maior segurança nas rodovias federais do estado.

Fonte: Agora RN

últimos Destaques